sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Quereres...



 
Quereres...

Quero abrir hoje todas as janelas.
Deixar que invada o sol meu quarto a dentro,
Soltar amarras, enfunar as velas,
Ir dos meus mares navegar ao centro.

Quero pintar alegres aquarelas
E não deixar, pelos versos que invento,
Nenhum vestígio de dor ou seqüelas,
Destas que o amor traz a qualquer momento.

Quero sentir o vento no meu rosto,
Ir beber água da mais pura fonte,
Me inebriar da luz d algum sol posto

E antes que a noite torne a terra um bem,
Eu quero ver que as nuvens do horizonte
Escreve o teu nome junto ao meu






Jenario de Fátima








Consolo



Era para ti, tudo que havia em mim.
Pra ti guardava o melhor pedaço.
Das flores que eu plantava no jardim.

Tudo era teu, acostumei-me assim.
Me contentava em seguir teus passos
E mesmo quando ao negar-me abraços
Me aquiescia pelo gesto, em fim!

Então notei que algo estava errado,
Ao ver que tanto esforço concentrado
Nada valia a frente a teus caprichos.

Me libertei... Se sou feliz não sei!
Mas pelo menos assim não verei,
Meus sentimentos como fossem lixos!




Jenario de Fátima





sexta-feira, 17 de agosto de 2012

AINDA BEM





Ainda bem

Ainda bem
Que agora encontrei você
Eu realmente não sei
O que eu fiz para merecer
Você

Porque ninguém
Dava nada por mim
Quem dava eu não tava a fim
Até desacreditei
De mim

O meu coração
Já estava acostumado
Com a solidão quem diria
Que ao meu lado você iria ficar

Você veio pra ficar
Você que me faz feliz
Você que me faz cantar
Assim

O meu coração já estava aposentado
Sem nenhuma ilusão
Tenha sido maltratado
Tudo se transformou

Agora você chegou
Você que me faz feliz
Você que me faz cantar
Assim

Ainda bem

Nananana Nanananana...

O meu coração
Já estava acostumado
Com a solidão
Quem diria que ao meu lado
Você iria ficar

Você veio pra ficar
Você que me faz feliz
Você que me faz cantar
Assim

O meu coração já estava aposentado
Sem nenhuma ilusão
Tinha sido maltratado
Você que me faz cantar assim

Ainda bem...





Marisa Monte



PRIMAVERA



Primavera

A primavera chegou!
O dia está lindo!
Depois de uma longa noite de chuva!
O céu esta azul, os pássaros cantando,
O jardim florido!

O orvalho cobrindo a grama verde e
Brilhante!
O reflexo do sol batendo nas gotas de chuva
Que ficaram nas folhas, vão formando lindas
Estrelinhas que brilham como cristais...

A primavera chegou!

O dia amanheceu lindo!
Olho para as árvores do jardim, os pássaros
Cantando as flores se abrindo.
As borboletas pousando em cada flor...
E o beija-flor fazendo sua festa, vai anunciando
Que...

A primavera chegou!

Olho para o céu azul com nuvens brancas!
O sol cobrindo o meu jardim, depois de uma
Longa noite de chuva escuto os pássaros cantando,
Anunciando...
Que a primavera chegou!

A primavera chegou!







Maria Santos







terça-feira, 14 de agosto de 2012

Eu queria ser



Eu queria ser

Luar...
Para iluminar o caminho daqueles
Que vivem na escuridão.

Silêncio...
Para calar as vozes que atordoam
O coração.

Amanhecer...
Para fazer um dia de felicidade.

Luz...
Para dissipar as sombras e destaca as cores.

Noite..
Para acalentar os que lutam durante o dia.

Vida...
Para fazer viver os que estão morrendo,

Lagrimas...
Para comover os corações sensíveis.

Sonhos...
Para encantar as faces e eliminar amarguras.

Amor...
Para unir as pessoas e dar significado em suas vidas.

Na verdade amiga (o) Eu queria mesmo é mandar a
Você um grande abraço e dizer que a sua amizade é
Muito importante para mim!




 
Desconheço o autor!
Se alguém souber, por favor, diga-me.




 





Se não puderes ser um pinheiro, no topo
De uma colina,
Sê um arbusto no vale mas sê o melhor
Arbusto á margem do regato.

Sê um ramo, se não puderes ser uma árvore.
Se não puderes ser um ramo, sê um pouco de relva.
E dá alegria a algum caminho.

Se não puderes ser uma estrada.
Sê apenas uma senda.
Se não  puderes ser o sol, sê uma estrela.

Não é pelo tamanho que terás êxito ou fracasso...
Mas sê o melhor no que quer que sejas.



Pablo Neruda





PENA




Pena

Tenho pena das coisas que perdi,
Ao longo da estrada percorrida.
De tudo que sonhei, mas não vivi.

Por não fazer-me forte frente à lida.
Tenho pena dos livros que não li.
Da canção que não mais é ouvida.
Dos filmes que passaram e não vi.
Das chances que já não são repetidas.

E se pena  alguma ainda me sobre,
Da pena ver a tardezinha pobre
A qual inspira os versos que componho.
Que passa tão vazia e tão parada.
Onde não vejo mais as revoadas.




Jenario de Fátima






quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Deus Escreve Seus Versos



Deus escreve seus versos

Deus escreve seus versos na natureza!
Escreve seus versos no sol, na lua nas estrelas,
No vento, no ar, na terá e no mar!

Deus escreve seus versos nas árvores, nas plantas, nas
Flores, nos pássaros, nas montanhas, nos animais selvagens
E nos verdes das campinas...

Deus escreve seus versos no sol, quando ele nasce por trás
Das montanhas ou quando ele desaparece por trás do oceano!

Deus escreve seus versos nas estrelas, quando elas aparecem
Com seu  lindo manto brilhante cobrindo todo o céu!
Ou quando se escondem tímidas por trás das nuvens,
Deixando o céu melancólico e triste...

Deus escreve seus versos na lua, quando ela aparece linda,
Meiga, tímida e faceira
Iluminando a noite iluminando o céu!
 Ou quando aparece cheia,
Nova, minguante ou crescente bem no cantinho do céu...

Deus escreve seus versos na natureza!
No vento na tempestade, no raio e no trovão!

Deus escreve seus versos para o homem, para que ele sinta
Mais amor...
Para que ele entenda a grandeza do seu imenso amor!




 

Maria Santos.
Escrito em 10-06- 2010




terça-feira, 12 de junho de 2012

Como vai você?





Como vai você?
Eu preciso saber da sua vida
Peça a alguém pra me contar sobre o seu dia
Anoiteceu e eu preciso só saber
Como vai você?

Que já modificou a minha vida
Razão de minha paz já esquecida
Nem sei se gosto mais de mim ou de você

Vem, que a sede de te amar me faz melhor
Eu quero amanhecer ao seu redor
Preciso tanto me fazer feliz

Vem, que o tempo pode afastar nós dois
Não deixe tanta vida pra depois
Eu só preciso saber
Como vai você?





Roberto Carlos





Ninguém vai tirar você de mim




Não me canso de falar que te amo
E que ninguém vai tirar você de mim
Nada importa se eu tenho você comigo
Eu por você faço tudo
Pode crer no que eu digo

Sou feliz e nada mais me interessa
Não vou ser triste e nem chorar por mais ninguém
Esqueço tudo até de mim
Quando estou perto de você
Eu fico triste só de pensar em te perder.

O nosso amor é puro, espero nunca acabar
Por isso meu bem até juro
De nunca em nada mudar
Mas se ficar um só momento sozinho sem te ver
Eu fico triste só de pensar em ti perder
Em te perder, em te perder...





Roberto Carlos




segunda-feira, 11 de junho de 2012

Sonho lindo



Sonho lindo que se foi
Esperança que esqueci
Foi por medo de perder  que eu perdi

Tanto eu tinha pra dizer
Tanta coisa eu calei
Foi por medo de sofrer que eu sofri

Foi pensando em me guardar
E querendo não querer
Me dizendo pra esquecer
Foi pensando só em mim
Que eu pensei só em você

Foi tentando me afastar
Foi negando o meu amor
Foi por não querer amar que eu amei...você

Foi pensando em me guardar
E querendo não querer
Me dizendo pra esquecer
Foi pensando só em mim
Que eu pensei só em você

Foi tentando me afastar
Foi negando o meu amor
Foi por medo de perder que eu perdi... você


Roberto Carlos



Detalhes




Não adianta nem tentar me esquecer
Durante muito tempo em sua vida eu vou viver
Detalhes tão pequeno de nós dois
São coisas muito grandes pra esquecer
E a toda hora vão estar presentes
Você vai ver

Se um outro homem aparecer na sua rua
E isso lhe trouxer saudades minha a culpa é sua
O ronco barulhento do seu carro
A velha calça desbotada ou coisa assim
Imediatamente você vai lembrar de mim.


Eu sei que um outro deve estar falando ao seu ouvido
Palavras de amor como eu falei, mas, eu duvido
Duvido que ele tenha tanto amor
E até os erros do meu português ruim
E nessa hora você vai lembrar de mim

A noite,  envolvida no silêncio do seu quarto,
Antes de dormir você procura o meu retrato
Mas na moldura não sou eu que lhe sorri
Mas você vê o meu sorriso mesmo assim
E tudo isso vai fazer você lembrar de mim.

Se alguém tocar seu corpo como eu, não diga nada
Não vá dizer meu nome sem querer á pessoa errada
Pensando ter amor nesse momento, desesperada,
Você tenta até o fim.
E até nesse momento você vai lembrar de mim...

Eu sei que esses detalhes vão sumir na longa estrada
Do tempo que  transforma todo amor em quase nada
Mas quase também é mais um detalhe
Um grande amor não vai morrer assim
Por isso, de vez em quando você vai
Lembrar de mim...

Não adianta nem  tentar me esquecer
Durante muito tempo em sua vida eu vou viver...


Composição: Roberto Carlos e Erasmo Carlo







terça-feira, 15 de maio de 2012

Fui Eu





É mais um dia sem você, mais uma noite que espero.
Se alguém no mundo quis você...Fui eu
Te dei os sonhos que eu sonhei
Te imaginei pra vida inteira
Se alguém fez tudo por você...Fui eu


Diz agora o que é que eu faço pra viver
Se a cada dia é mais difícil te esquecer
Tudo isso faz doer demais
Eu queria só voltar atrás, ficar contigo


Diz agora o que é que eu faço pra aceitar
Será que existe outra pessoa em meu lugar
Mas o tempo vai te convencer, e um dia vai reconhecer
Que sem mim não pode mais viver.


Sentimento, dói com o tempo
Meu coração não quer ninguém no teu lugar

Composição: José Augusto




“ Amo”




Amo a terra, amo o sol, amo o céu, amo Omar!!!
Amo a vida, amo a luz, amo as árvores!
Amo a poesia que escrevo e entusiasta declamo
Aos que sentem como eu a alegria de amar!

Amo a noite, amo a antiga palidez do luar!
A flor presa aos cabelos soltos de algum ramo!
Uma folha que cai, um perfume no ar
Onde um desejo extinto sem querer inflamo!

Amo os rios, e a estranha solidão em festa,
Dessa alma que possuo multiforme e inquieta
Como a alma multiforme e inquieta da floresta!

Amo a cor que há nos sons!
Amo os sons que há na cor!
Em mim mesmo, amo a gloria de me sentir um poeta,
E amar o meu imenso amor!.



Jg de Araujo.



segunda-feira, 14 de maio de 2012

Problemas



Qualquer distância entre nós
Virou um abismo sem fim
Quando estranhei sua voz
Eu te procurei em mim
Ninguém vai resolver
Problemas de nós dois

Se ta tão difícil agora
Se um minuto a mais demora...
Nem olhando assim mais perto
Consigo ver porque ta tudo tão incerto.

Será que foi alguma coisa que eu falei?
Ou algo que eu fiz que te roubou de mim?
Sempre que eu encontro uma saída
Você muda de sonho e mexe na minha vida


O meu amor conhece cada gesto seu
Palavras que o seu olhar só diz pro meu
Se pra você a guerra está perdida
Olha que eu mudo os meus sonhos,
Pra ficar na sua vida!



Se ta tão difícil agora
Se um minuto á mais demora...
Nem olhando assim mais perto
Consigo ver porque ta tudo tão incerto.


Será que foi alguma coisa que eu falei?
Ou algo que eu fiz que te roubou de mim?
Sempre que eu encontro uma saída
Você muda de sonho e mexe na minha vida


O meu amor conhece cada gesto seu
Palavras que o seu olhar só diz pro meu
Se pra você a guerra  está perdida
Olha que eu mudo  os meus sonhos,
Pra ficar na sua vida!


O meu amor conhece cada gesto seu
Palavras que o seu olhar só diz pro meu
Se pra você a guerra está perdida
Olha que eu mudo os meus sonhos,
Pra ficar na sua vida.

Ana Carolina


Evidências




Quando digo que deixei de te amar
É porque eu te amo
Quando digo que não quero mais você
É porque eu te quero
Eu tenho medo de te dar meu coração
E confessar que eu estou em tuas mãos
Mas não posso imaginar o que vai ser de mim
Se eu te perder um dia


Eu me afasto me defendendo de você
Mas depois me entrego
Faço tipo falo coisas que não sou
Mas depois eu nego
Mas a verdade é que eu sou louco por você
E tenho medo de pensar em te perder
Eu preciso aceitar que não dá mais
Pra separar as nossas vidas


E nessa loucura de dizer que não te quero
Vou negando as aparências
Disfarçando as evidências
Mas para quê viver fingindo
Se eu não posso enganar meu coração
Eu sei que te amo


Chega de mentiras de negar o meu desejo
Eu te quero mais que tudo
Eu preciso do teu beijo
Eu entrego minha vida
Pra você fazer o que quiser de mim
Só quero ouvir você dizer que sim

Diz que é verdade que tem saudade
Que ainda você pensa muito em mim.
Diz que é verdade que tem saudade
Que ainda você vai viver pra mim.




Composição: José Augusto